Itaipava De Som a Sol

O que há de maravilhoso no novo álbum de The Killers?

Resultado de imagem

Fãs de The Killers já deviam estar em desespero ansiando o novo trabalho da banda. O álbum anterior veio em 2012. Cinco anos depois, o lançamento de Wonderful Wonderful, mas afinal, o que há de maravilhoso nessa nova produção?

Carregando uma sonoridade dançante que relembra os anos 1980, eles trazem o indie rock e rock alternativo à tona em sua carreira musical e exploram o estilo das maneiras mais interessantes possíveis. Desde seu início, em 2002, em Las Vegas, a banda lança agora o seu sexto álbum de estúdio, que conta com um diferencial tão The Killers cheios de boas influências.

Muito bem escolhido, "The Man" foi o primeiro single da nova era da banda, a qual mostrou de cara a dançante sonoridade diferenciada parecendo incrementar agora alguns elementos um pouco puxados ao lado pop. Como sempre, a essência de uma banda não se perdeu em The Killers, eles voltaram  com um ótimo coro e potencial vocal e instrumental.


O segundo single, também muito bem escolhido, foi "Run For Cover", uma ótima música para quem quer conhecer o som da banda ou curtir uma noite agitada num festival. Brandon Flowers dá um show de vocal, acompanhado de um som de guitarra arrepiante. Mais do que nunca se percebe a dançante balada dos anos 1980, recheada de um som inspirado em artistas como U2, Oasis e Duran Duran. 

O terceiro single foi a faixa-título do álbum, a qual carrega um antigo e também novo The Killers. Relembra bastante a sonoridade de U2 em suas músicas mais suaves e clássicas. A antiga banda harmônica não se perde em vocais e nem em instrumentos. A grande progressão está no que se sente de novo, alguma experimentação que se percebe no álbum, a qual procura conquistar novos públicos e tenta manter os que já estão no caminho deles.


O quarto single, recém-lançado, pouco antes do álbum, é "Some Kind Of Love" e é o responsável por trazer um rock mais melódico e melancólico encontrado pela banda, além de uma das letras mais belas do novo trabalho. De onde vem essa inspiração a gente não sabe, mas os proporciona a capacidade de conquistar a paixão de muitos fãs.

Além dos quatro singles, Wonderful Wonderful, conta com mais seis faixas que não fogem da nova mistura da banda. Com destaques para "Out Of My Mind", que parece experimentar alguns sons diferentes e outras influências, e "The Calling", que traz um rock mais "sensual" com um instrumental de seduzir.

Por fim, The Killers soube mesmo trazer a maravilhosidade para o novo trabalho. Encontra-se o maravilho na essência harmônica da banda, que se mantém conectados e totalmente confiantes do que fazem de melhor, e também há o maravilhoso nas experimentações que parecem trazer cada vez mais novas influências da banda. Conhecer The Killers pode ser maravilhoso, maravilhoso não é mesmo?!