Itaipava De Som a Sol

Red Hot Chili Peppers: A melhor faixa de cada álbum


Todo mundo conhece os Red Hot Chili Peppers e seus grandes hits, mas suas melhores faixas na verdade estão escondidas por trás do sucesso, por isso separamos aqui as canções mais bem-feitas do grupo, uma de cada lançamento, para você lembrar que não só de Californication vive essa banda sensacional.

Os primeiros álbuns dos caras são tão desconhecidos que tem gente que jura que o quinto da banda Blood Sugar Sex Magik, de 1991, é o primeiro deles. Para a nossa felicidade, a década de oitenta está recheada de lançamentos dos Chili Peppers e neles temos algumas faixas absolutamente indispensáveis da carreira deles.

“Out In L.A.” - Red Hot Chili Peppers (1984)


Apesar da ingenuidade bastante presente, todos os problemas com a saída dos integrantes originais e da produção não muito boa, o primeiro álbum da banda ainda trouxe faixas ótimas e entre elas está “Out In L.A.”, uma das canções mais memoráveis dos primeiros anos da carreira deles, sendo praticamente impossível ouvir sem se agitar ao menos um pouquinho.

“Jungle Man” - Freaky Styley (1985)


Com o lendário George Clinton por trás da produção e o guitarrista original de volta ao seu lugar, os Chili Peppers gravaram algumas de suas faixas mais criativas e com um nível altíssimo de funk e mostrando toda a virtuosidade de Hillel Slovark na guitarra. A influência de George é grande e em “Jungle Man” parece que tudo se encaixou perfeitamente.

“Special Secret Song Inside” - The Uplift Mofo Party Plan (1987)


Finalmente com a formação original completa e numa sinergia maior do que nunca, a banda trazia, em seu último álbum da fase clássica, uma faixa deveras obscena, mas com uma musicalidade inegável, “Special Secret Song Inside”, originalmente “Party On Your Pussy”, um funk rock da melhor qualidade que ainda conta com um solo explosivo de Hillel Slovak.

“Pretty Little Ditty” - Mother’s Milk (1989)


O então jovem prodígio guitarrista John Frusciante finalmente dava o ar da graça e mostrava todo o seu potencial para o mundo. Juntamente com o baixista Flea, ele compôs “Pretty Little Ditty”, um instrumental experimental e psicodélico, que deixava clara a enorme criatividade de John, que até então tinha apenas dezoito anos.

“The Power of Equality” - Blood Sugar Sex Magik (1991)


Em um salto criativo tão grande e quase inacreditável, os Chili Peppers gravaram seu melhor álbum em 1991, com o produtor Rick Rubin dando total liberdade para as experimentações da banda. “The Power of Equality” foi um grito de socorro contra o preconceito em geral e traz Anthony em dueto com Frusciante no refrão. Um ótimo destaque da faixa é o uso de dois takes diferentes de bateria, um de cada lado e completando um ao outro perfeitamente.

“Transcending” - One Hot Minute (1995)


A presença do guitarrista Dave Navarro proporcionou experiências únicas para a banda, uma delas foi “Transcending”, escrita em homenagem ao ator River Phoenix, morto em 1993. A canção tem duas seções, uma mais leve e melódica, baseada essencialmente no baixo de Flea e outra mais pesada, baseada nos riffs pesados da guitarra de Navarro, isso tudo dá vida a uma das composições mais pesadas da carreira da banda.

“This Velvet Glove” - Californication (1999)


Com a volta de Frusciante, a banda mudou novamente de sonoridade, indo em direção a algo muito mais comercial e melódico. “This Velvet Glove” é uma das canções mais harmoniosas do álbum e traz referências ao próprio Frusciante na letra. Os vocais de Anthony oscilam entre notas graves e agudas com uma maestria sensacional e são o principal destaque da faixa.

“Venice Queen” - By The Way (2002)


Escrita em homenagem à falecida amiga e terapeuta de Anthony Kiedis, Gloria Scott, que faleceu pouco tempo depois que ele a havia comprado uma casa em Venice Beach. A canção é dividida em um começo lento e obscuro e um final um pouco mais acelerado e emocionante. Frusciante fez um trabalho incrível não só na guitarra, mas nos vocais de apoio, que são quase que o alicerce da faixa.

“Wet Sand” - Stadium Arcadium, Jupiter (2006)


A primeira metade do álbum duplo da banda é definitivamente mais comercial que a segunda, mas não podemos desconsiderar algumas exceções absolutamente maravilhosas, uma delas é a incrível “Wet Sand”, uma balada emocionante e profunda, que conta com um dos melhores solos da carreira de Frusciante.

“Desecration Smile” - Stadium Arcadium, Mars (2006)


Acompanhando um dos clipes mais lindos já feitos pelos Chili Peppers, “Desecration Smile” é uma balada semelhante a “Wet Sand”, mas com um toque a mais de Frusciante, que faz vocais de apoio maravilhosos e explora um riff de guitarra incrivelmente harmonioso no último verso da canção. Além disso, Flea toca uma das linhas de baixo mais melódicas de sua carreira.

“Police Station” - I’m With You (2011)


Há quem diga que desde a entrada de Josh Klinghoffer, a banda nunca mais foi mais a mesma e isso é verdade, pois desde a entrada dele, os demais integrantes passaram a ter mais liberdade no estúdio. “Police Station” é um ótimo exemplo disso, com Chad, Anthony e o próprio Josh em perfeita harmonia e se destacando muito em suas respectivas funções, além de Flea no piano, algo que não vemos com tanta frequência mas é sempre primoroso.

“In Love Dying” - I’m Beside You Sessions (2013)


As b-sides do décimo álbum da banda foram tão incrivelmente boas que foram lançadas separadamente dos singles e como b-sides costumam ser, elas apresentam um lado experimental da banda que nunca veríamos nos álbuns. “In Love Dying” é uma canção obscura de oito minutos que flerta com o rock progressivo e abusa da virtuosidade de Chad e Josh que são acompanhados por um riff de baixo absolutamente viciante tocado por Flea.

“Dreams of a Samurai” - The Getaway (2016)


Não é sempre que a banda aposta em faixas longas e complexas, mas quando eles fazem, definitivamente não brincam em serviço. “Dreams of a Samurai” é a faixa de encerramento do último álbum dos caras e apresenta um andamento que beira o bizarro, uma letra metafórica que parece falar da vida pessoal de Anthony, além de uma das melhores performances de Chad na bateria.

Confira uma playlist com todas essas músicas incríveis para você curtir e celebrar a carreira maravilhosa dos Chili Peppers: