Itaipava De Som a Sol

Melanie Martinez retorna mais madura em seu novo álbum, "K-12"

Em seu novo álbum K-12, a diva Melanie Martinez segue a mesma fórmula de seu antecessor, Cry Baby, nas referências músicais. A grande mudança vem nas letras de Melanie, que deixaram de partir  das suas experiências pessoais, muitas vezes traumáticas, e agora são mais voltadas para o seu olhar para a sociedade.

O projeto conta também com um filme escrito e dirigido pela própria artista, que já disse ser muito visual sobre suas músicas e sempre imagina como seriam seus clipes ao compor. Dessa vez, Melanie contou um um investimento de 6 milhões de dólares para realizar as produções audiovisuais de suas músicas em um filme de pouco mais de 90 minutos, que continua contando a história de sua personagem criada nos vídeos da fase do Cry Baby, agora indo para um colégio interno. A produção está disponivel gratuitamente no Youtube, confira abaixo:


O filme mostra a personagem de Melanie constatemente oprimida por um sistema representado pela escola. Tanto pelas letras quanto pelo conteúdo visual, conseguimos ver algumas críticas que ela tece sobre uma sociedade doente e prisioneira de si mesma. Em "Wheels on the Bus", relata como sofre com bullying. Depois, em "The Principal", confronta a "cabeça" do sistema, o diretor, na tentativa de rompê-lo, sem sucesso, e ainda critica o capitalismo e seu objetivo de obter lucro em tudo, assim como acontece em "Detention". Já com "Strawberry Cake", mostra como os homens vêem as mulheres como um objeto de desejo e consumo.

São tantos os assuntos que Melanie vê que precisamos mudar que praticamente tuda música do álbum entrega uma crítica. Relações psicológicamente abusivas são abordadas na sequência de "Teacher's Pet" e "High School Sweathearts". O assunto da bulimia vem à tona em "Orange Juice". Pode-se  perceber o controle e a ordem impostos pelo sistema tanto em "Class Fight" quanto em "Drama Club".

Outro ponto que merece destaque são as coreografias. Pela primeira vez, Melanie se arrisca em alguns passos mais sincronizados com suas dançarinas. Isso acontece em "The Principal" e em "Detention". Por coincidência ou não, são as faixas com maior possibilidade de serem expliradas comercialmente e serem lançadas como singles. 

Outra faixa que merece atenção é "Recess", responsável por encerrar o álbum. Diferente de tudo que o álbum tem a nos oferecer, o início da faixa enaltece a voz da cantora, apenas com uma harpa tocando ao fundo e nos faz lembrar de quando tudo começou em 2012, quando Melanie era somente uma participante do The Voice. Hoje, ela é a cantora de maior sucesso munidal que saiu do reality americano. 

Assim como em Cry Baby, K-12 foi concebido com conceito e estética muito bem amarrados e coesos, presentes nas letras, na instrumentalidade e na execução do filme. Esse capricho é totalmente mérito de Melanie Martinez, que mostra que não brinca em serviço. Assim como seu primeiro trabalho, seu novo álbum tem tudo para reverberar por muito tempo e conquistar mais uma legião de fãs.