Dua Lipa prova ser um grande fenômeno pop no relançamento de seu álbum de estreia

Não tem como não amar! Dua Lipa vem nos surpreendendo a cada novo passo. Dessa vez, a cantora aproveitou a hype do seu álbum debute homônimo para relançá-lo com a adição de algumas músicas e parcerias que não entraram para o disco de primeira. Com as inéditas, a cantora realmente prova ser uma das artistas que domina o pop atualmente .

A britânica consegue se superar e nos surpreender sempre. Dua Lipa foi um dos maiores nomes do pop de 2017 e, de longe, uma das grandes revelações da música dos últimos anos. E isso já está registrado no álbum de estreia, que foi um sucesso mundo afora. O disco foi aclamado como um dos melhores do pop por grandes nomes da crítica especializada, como Billboard, Rolling Stone e Pitchfork

Além disso, o álbum teve um sucesso comercial tremendo, ainda mais com os singles “New Rules” e “IDGAF”. Essa primeira, inclusive, recebeu inúmeros certificados e chegou até quebrar o recorde de canção que ficou mais tempo na parada de airplays em rádios pop dos Estados Unidos, desbancando grandes nomes do mercado, como Edwin McCain, Goo Goo Dolls e P!nk.


Sem dúvida, a nova queridinha do pop está vivendo seus anos dourados. Após a estreia do disco, a cantora não parou mais: se apresentou para grandes públicos em festivais e abrindo turnês de Bruno Mars e Coldplay; gravou grandes parcerias, como “Scared to Be Lonely” (com Martin Garrix), “No Lie” (com Sean Paul), “One Kiss” (com Calvin Harris) e “Electricity” (com Diplo e Mark Ronson). Isso só fez com que a sua base de fãs crescesse mundialmente em uma escala gigansteca. 

Com tantas conquistas, chegamos onde estamos hoje: uma dose ainda mais reforçada do grande fenômeno Dua Lipa. Isso mesmo: a cantora aproveitou esse momento tão especial de sua carreira para firmar mais uma vez o seu poder no mercado pop. Isso vem com toda força em Dua Lipa: The Complete Edition. Trata-se do relançamento do seu debute, que agora inclui, além das já conhecidas e amadas por todos nós, as mais recentes preciosidades da cantora, como “Kiss and Make Up”, “Want To” e “Running”, além das colaborações já citadas anteriormente.

Na primeira versão do álbum, a tracklist se encerrava na dançante “Last Dance”, mas agora o projeto continua de forma returbinada. “Want To” é a primeira faixa que dá continuidade à versão comum do disco. A canção é embalada por muita atitude, tendo Dua divando com versos como “I'm young for tonight, it's all under my control”. Essa faixa traz o DNA do pop místico muito próprio de Dua Lipa. É exótica, libertadora e incrivelmente muito bem produzida. As batidas possuem vida por si só e vão te envolver como nunca antes a ponto de você se encontrar “Eh la, Eh la, it’s my body” sem perceber.


Seguindo temos “Running”, faixa que explora a adrenalina e a emoção através do tom vocal único da cantora e do ritmo tão pulsante. A faixa não é um hino pras pistas de danças, mas é sem dúvidas uma canção que transmite força, do tipo de acelerar o coração. A canção chega a lembrar o pop produzido por P!nk e Katy Perry nos anos dourados de One of the Boys

O grande tesouro do lançamento, portanto, fica por conta de “Kiss and Make Up”, a tão aguardada parceria com as superestrelas do K-pop, BLACKPINK, que traz versos em coreano também. Marcada por batidas cheias de personalidade, do mesmo gênero que fizeram “News Rules” um grande hino, Dua Lipa realmente se supera nesse novo hit em potencial. A canção já deu muito o que falar e, agora que está lançada, pode ser considerada já um dos grandes marcos pop do ano, ainda mais com o nome de peso de BLACKPINK junto à cantora. Com uma produção de tirar o chapéu e um refrão incrivelmente chiclete, “Kiss and Make Up” tem tudo pra ser o novo grande sucesso de Dua Lipa. Sendo uma verdadeira pop perfection, essa música ainda vai colocar muita gente pra dançar nas pistas de todo mundo. 


Depois desse grande hit, temos as já conhecidas parcerias que Dua Lipa fez com Calvin Harris, Silk City (Diplo e Mark Ronson), Martin Garrix e Sean Paul. Todas celebram muito bem o momento brilhante que Dua se encontra hoje, a enaltecendo com muito vigor em um festa guiada por batidas divertidas, dançantes e contagiantes. Como se não fosse suficiente, ainda tem uma versão de “New Rules” ao vivo, que transmite toda a energia de ir a um show da cantora. Esse último conjunto de canções define bem o objetivo desse relançamento: uma verdadeira celebração ao legado que Dua vem construindo até aqui. É um prazer ter Dua Lipa revivendo o pop com tanto poder. Mal podemos esperar pelo que a cantora tem guardado pra gente no futuro!