Clau conta tudo que você quer saber sobre o EP "VemK"

Depois do sucesso com o hit “Pouca Pausa”, a cantora Clau está atualmente divulgando seu segundo EP, VemK. O projeto possui quatro músicas inéditas: “Moreno”, que é acompanhada de clipe, “Meia Noite”, “Sabe Como É” e “VemK”. Aproveitando este momento, a cantora sentou com a gente para um bate papo sobre a essência deste novo EP e os bastidores das músicas.

Confira a entrevista na íntegra:

KT: Para começarmos, poderia nos contar a principal proposta do novo EP VemK? Como você o definiria para alguém que ainda não ouviu?

Clau: Esse EP veio com a proposta de mostrar um pouco do que eu já vinha mostrando: pop com R&B. Mas também expor um pouco mais do meu lado romântico. Eu procurei falar do amor de diversas formas: de um lado o amor puro, bonito e respeitoso e de outro, o amor próprio ou até mais livre e ousado. O objetivo principal foi mostrar todas as formas de amor de um jeito bem leve.

KT: E qual é a principal diferença dele para o seu primeiro EP Relaxa?

Clau: A gente manteve uma linearidade. É tudo Clau. Mas agora podemos ver uma evolução, principalmente nas composições. Eu acabei compondo muitas músicas. Acredito que estou sempre evoluindo para mostrar músicas na melhor qualidade possível.



KT: Independente do tema, você sempre com muita atitude. Os vocais são sempre bem marcantes e fortes. Da onde você tira as referências para essa sua marca registrada?


Clau: O que me inspirou muito durante a vida, até para começar a cantar, foram as divas do pop. Beyoncé principalmente, minha maior diva. Também me inspirei muito em Christina Aguilera, P!nk, Fergie, Lauryn Hill, Jennifer Lopez e Lady Gaga. O pop e R&B dos anos 2000, numa vibe meio Usher e Ne-Yo, é algo que sempre tento trazer também nas minhas músicas, como em "Sabe Como É" e "Meia Noite".

KT: E como você comentou, você sempre gosta de fazer parte e compor suas próprias músicas, como foi o caso desse EP, em que fez parte da composição de todas elas. Qual é a importância disso para você e como rola esse processo ao lado dos outros compositores?


Clau: Eu acho importância máxima, não só da composição, mas estar lá com o produtor, ouvir a música e participar de todo o processo, incluindo batidas e melodias. Nesse EP, participei de todas as composições, mas foi algo mais colaborativo. Várias cabeças pensando dá um resultado melhor ainda. Temos composições do Vitão, da Day, uma galera muito boa. Mas eu sempre tendo  deixar minha cara o máximo possível. Mesmo que ela venha pronta, eu já dou uma mexida.

KT: E com toda essa galera, deve ter alguma história legal que rolou nos estúdios, né? Pode compartilhar com a gente?

Clau: Tem uma curiosidade bem interessante. Temos três músicas bem românticas mesmo, que são "Meia Noite", "Moreno" e "VemK". Mas tem uma música que é "Sabe Como É", onde tentei me colocar no lugar daqueles homens cheios de papo. É uma música que vai contra a maré e foi a única que eu fiz com o meu namorado. Por incrível que pareça, a música menos romântica e a mais zoeira foi a que comecei escrever com ele. 

KT: E como você falou, você trabalhou com muita gente legal, como o Vitão, a Day, a Tiê e seu namorado. Como foi trabalhar com eles e como eles agregaram à sua individualidade também?

Clau: O Pedro e o Marcelinho são do Head Media, que é o estúdio que eu gravo desde sempre. São super meus amigos então é incrível trabalhar com eles. A Day surgiu na música "Meia Noite", que é uma que eu me apaixonei completamente, minha favorita do EP inclusive. O Vitão e a Day também são do estúdio Head Media e chegou até mim. "Moreno" também veio do Vitão. Estando entre amigos acaba sempre sendo ainda mais legal.



KT: E não é a primeira vez que você traz parcerias incríveis. Em "Pouca Pausa", você e os meninos do Haikaiss fizeram muito sucesso. Teve certificado triplo de platina, passou de 60 milhões de streams no Spotify. Você esperava todo esse pico que a canção atingiu?

Clau: Não esperava mesmo. Fizemos a música em um clima tão descontraído, de amizade. Foi tudo tão natural e a gente só queria que a galera curtisse como nós curtimos. Eu acho que a galera acabou sentindo essa vibe que rolou no estúdio. Acabou tendo o sucesso que teve e foi uma surpresa pra gente. Não só a gente, mas a minha equipe, a gravadora, todo mundo gostou da música, mas não imaginava que ia dar tão certo assim. Então foi uma surpresa maravilhosa para todos que ouviram a música.

KT: E falando do futuro, o que podemos esperar? Tem algum artista que você quer muito colaborar ou algum projeto pra sair do forno?

Clau: Eu lancei o EP, mas eu estou toda hora compondo, indo ao estúdio e produzindo mais. Então já tem muita música pronta para lançar depois. Estou produzindo e planejando coisas bem legais. Do EP, eu planejo fazer mais clipes de mais músicas. E também fazer show cada vez mais. Para mim é muito importante estar perto da galera, conhecer as cidades, o público e os fãs. Isso deve acontecer mais e mais esse ano.