Com shows confirmados no Brasil, relembre a carreira da banda McFly

O ano era 2004 e a banda McFly estava no topo com a canção “5 Colours in Her Hair”. Agora, dezesseis anos depois, a banda está de volta em um comeback muito esperado pelos fãs, com canções inéditas e uma turnê que vai incluir shows em terras brasileiras.

McFly é uma banda britânica, criada no ano de 2003, e formada pelos integrantes Tom Fletcher, Danny Jones, Dougie Poynter e Harry Judd. Marcado pelo pop rock, o grupo fez muito sucesso nos anos 2000, e foi responsável por bater diversos recordes. O mais importante sendo o de banda mais jovem a conseguir alcançar o primeiro lugar na parada britânica com o álbum Room on the 3rd Floor, antes conquistado apenas pelos Beatles.

O álbum de estreia da banda, Room on the 3rd Floor, foi lançado no dia 05 de julho de 2004. Ao todo, a era teve 4 singles: “5 Colours in Her Hair”, que permaneceu no topo da parada britânica por duas semanas, “Obviously”, que também ficou em primeiro lugar por uma semana, “That Girl” e “Room on the 3rd Floor”.


Lançado em 29 de agosto de 2005, o segundo álbum de estúdio, Wonderland, também atingiu o topo das paradas e consolidou o sucesso da banda. Como primeiro single da era, o grupo escolheu “All About You”, que virou tema para a organização de caridade “Comic Relief”, junto de um cover de “You've Got a Friend” da Carole King. Logo em seguida, vieram “I’ll Be OK”, “I Wanna Hold You”, e o single duplo “Ultraviolet/The Ballad of Paul K”.


Boa parte dos fãs brasileiros devem conhecer McFly pela sua participação no filme “Sorte No Amor” (Just My Luck), de 2006, estrelado por Lindsay Lohan e Chris Pine, e reprisado diversas vezes na Sessão da Tarde. A trilha sonora do álbum é formada por apenas canções da banda, e tem músicas dos álbuns Room on the 3rd Floor e Wonderland, além da música “Just My Luck”, produzida especialmente para o longa-metragem.


O terceiro álbum de estúdio, intitulado Motion in the Ocean e lançado em 2006, rendeu os singles “Please, Please”, “Star Girl”, além dos duplos “Sorry's Not Good Enough/Friday Night”, e “Baby's Coming Back/Transylvania”. Todos os singles, com exceção do terceiro, entraram no top 5 da parada oficial britânica, provando, mais uma vez, seu sucesso no Reino Unido.


Após o lançamento de três álbuns de estúdio, a banda resolveu lançar, em 2007, a coletânea All the Greatest Hits que, junto de músicas antigas, ainda contou com as inéditas “Don’t Wake Me Up”, “The Way You Make Me Feel”, e o single “The Heart Never Lies”.


Radio: Active é o nome do quarto álbum do McFly, e também o responsável por consolidar o sucesso da banda no Brasil. O lead-single “One for the Radio” vendeu cerca de 60.000 cópias, e garantiu um certificado de platina para o grupo no país. Os outros singles da era foram: “Lies”, “Do Ya/Stay With Me” e “Falling in Love”. A Radio:Active Tour trouxe a banda pela primeira vez ao Brasil, que provou ser um de seus principais públicos fora do Reino Unido.


O quinto álbum de estúdio, Above the Noise, de 2010, causou estranheza em boa parte do público. O pop rock característico da banda foi deixado um pouco de lado, que resolveu explorar o eletrônico ao longo das 11 faixas da versão standard. Apesar disso, o trabalho passou longe de ser um fracasso, pois seus singles “Party Girl” e “Shine a Light”, em parceria com o cantor Taio Cruz, entraram no top 10 da parada britânica. O último single da era, “That's the Truth”, não teve divulgação, pois o baixista Dougie Poynter entrou para a reabilitação devido à depressão e ao consumo abusivo de álcool e drogas. Apesar disso, a canção conseguiu atingir o pico 35 na parada de singles.


Em 2012, a banda decidiu lançar uma segunda coletânea de grandes sucessos, intitulada Memory Lane: The Best of McFly, com as inéditas “Do Whatcha”, “Down Down”, “Mess Around You”, “Cherry Cola” e “Love Is Easy”, que acabou ganhando um clipe, e atingindo pico #10 na parada de singles britânica.


A música “Love Is on the Radio”, lançada em 2013, estava prevista para ser o primeiro single do sexto álbum de estúdio da banda, programado para ser divulgado no primeiro semestre de 2014. O trabalho, porém, sofreu uma série de atrasos e acabou nunca sendo efetivamente lançado.



Um dos motivos do engavetamento do álbum seria o projeto paralelo da banda com o trio Busted. Para quem não sabe, um dos vocalistas do McFly, Tom Fletcher, fez audições para entrar no trio, mas acabou sendo eliminado no processo. Outra curiosidade é que o integrante James Bourne, do Busted, participou ativamente da composição do álbum de estreia da banda. Esse encontro, que foi apelidado de McBusted, rendeu um álbum de inéditas, o auto-intitulado McBusted, de 2014, além de uma turnê e dois DVDs.


Em 2016, McFly anunciou que estaria voltando aos palcos com a turnê The Anthology. O destaque ficou por conta da setlist que, ao longo de shows em Glasgow, Birmingham, Manchester e Londres, garantiu que todas as músicas da banda fossem executadas ao vivo pelo menos uma vez.

Após o encerramento da turnê, a banda revelou que tinha descartado músicas suficientes para preencher dois álbuns. A justificativa foi de que, com o passar de seis anos desde o lançamento do, então, último álbum de estúdio, Above the Noise, as músicas criadas ao longo desse tempo não representavam mais o que a banda sentia.

Sem notícias de músicas inéditas ou uma nova turnê, o tão temido hiatus chegou. Ele veio de forma orgânica e tranquila, afinal, ao contrário de muitas bandas, os integrantes nunca se desentenderam a ponto de pôr um ponto final no McFly, eles apenas resolveram focar em projetos pessoais. 

O vocalista Tom Fletcher criou um canal no youtube, onde mostra o seu dia a dia com sua família, e começou a escrever livros infantis. Já o baterista Harry Judd participou da nona temporada da competição de dança britânica, Strictly Come Dancing.

O baixista Dougie Poynter se juntou a banda de rock alternativo A, começou a desfilar nas passarelas e também se aventurou na criação de livros para crianças. Danny Jones, o guitarrista da banda, também continuou no mundo da música como produtor e DJ, trabalhando com artistas como a One Direction.

Agora chega de nostalgia, e vamos falar sobre a notícia que aqueceu o coração dos fãs da banda!

No dia 09 de setembro de 2019, a conta oficial do Instagram da banda divulgou uma foto, convidando seus seguidores para uma live na plataforma. No dia seguinte foi anunciado que a banda faria um show no dia 20 de novembro do mesmo ano, na arena O2 em Londres. Além disso, como uma contagem regressiva até a volta aos palcos, uma música inédita seria lançada por semana, até o dia do concerto. Assim, o álbum The Lost Songs foi lançado, de forma completa, no dia 17 de novembro. Tendo 13 faixas, o trabalho é composto por canções feitas ao longo de 9 anos.


O comeback do McFly é um presente para os fãs, que cresceram ao lado da banda e viram a duração do hiatus aumentar e as notícias sobre o próximo trabalho diminuírem. Ao lançar um álbum de inéditas e anunciar uma turnê, fica evidente o carinho que a banda tem pelos seus admiradores, que podem não mais usar franja cobrindo o rosto e roupas pretas, mas ainda nutrem uma grande admiração pelo grupo, que acompanhou a adolescência de muita gente.

Além de uma grande turnê pelo Reino Unido, os fãs brasileiros também podem ficar felizes, afinal a banda saiu da clássica ponte entre Rio de Janeiro e São Paulo, e vai passar por 7 cidades: Uberlândia (MG) no dia 19/03; Belo Horizonte (MG) no dia 21/03; Rio de Janeiro (RJ), no dia 22/03; Ribeirão Preto (SP), no dia 24/03; São Paulo (SP) no dia 26/03; Curitiba (PR) no dia 27/03 e Porto Alegre (RS) no dia 29/03. 

O álbum The Lost Songs já se encontra disponível em todas as plataformas digitais, agora basta comprar seu ingresso, relembrar os hits antigos e decorar as músicas perdidas da banda.