Itaipava De Som a Sol

Miley Cyrus mostra juventude e maturidade em Younger Now

Imagem relacionada

Saindo da rebeldia, Miley Cyrus se encontra com as raízes familiares para renovar seu estilo retornando a um country pop. Confira com a gente como a mudança da cantora pode ter sido um grande aproveitamento do seu talento.

Com a era Bangerz percebemos que a nova Miley dava adeus para a pura indefesa e um pouco imatura Hannah Montana, mas ainda vimos que toda rebeldia pode ter sido exagerada para se concluir uma evolução da cantora. Mas, afinal, outra era se passou e agora recebemos uma Miley mais calma e partindo para algo mais pessoal, principalmente pela lista de compositores que ela usou desta vez. Ela, com Younger Now, assina sozinha as suas músicas ou com apenas mais um compositor.

Para quem esperava algo mais seguido ao pop ou relacionado a outras eras da cantora, provavelmente se decepcionou com o resultado, já que percebemos que (1) as eras passadas não voltarão e (2) as suas inspirações parecem ter mudado e seguido as linhas parecidas com a de seus familiares, o que deu origem ao seu novo lado country pop. Mas, antes de tirarmos as conclusões precipitadas, vamos dar uma olhada no nosso review e entender esse novo lado dela.


Tudo começou com o lançamento do primeiro single, "Malibu". Muito bem escolhido como a apresentação da nova era, mas não com força suficiente. A música conta com uma boa levada da guitarra e arranjo simples, backing vocals que deixam um pouco a desejar, mas que se compensam com o vocal de Miley.

A nova era então continuou com "Inspired", que se trata de uma música tocante que traz à tona o que ela pegou de inspiração com seu pai, que é parte importante da vida dela. Além disso, ela tenta passar aos fãs um encorajamento para seguirem aquilo que os inspiram. É, definitivamente, uma das melhores faixas do álbum, conta com um instrumental recheado e arrepiante conectado aos vocais muito bem colocados e desafiados da cantora.


"Younger Now", a faixa título, continua a jornada e de cara mostra que "mudança é algo garantido". A faixa tem umas boas inspirações que remetem a estilos como um pop alternativo e, segundo Miley, se trata de como é sentir-se jovem finalmente, já que antes a preocupação era a fuga da indefesa de Hannah Montana com a imagem sexualizada da era Bangerz.

"Week Without You" encerra a parte dos singles lançados antes do álbum e nela a gente percebe que Miley realmente se encaixa muito bem ao estilo country e, quanto mais se baseia no estilo, mais fortes se tornam as suas canções. É o que se vê muito bem na faixa "Rainbowland", uma parceria com sua madrinha (ícone do country americano) Dolly Parton, a qual inicia com mensagens de voz da Dolly e a grande pegada do estilo sulista que faz da faixa a mais country do disco. "Rainbowland" merece o destaque pela letra que se trata da aceitação a diversidade e de um pedido de mudança para um mundo melhor, o que parece que precisamos mesmo de uma esperança, não é mesmo?!


"Miss You So Much" e "She's Not Him" são umas baladas mais românticas do álbum e parecem mensagens para a vida amorosa de Miley, contam com um bom som de violão para complementar as letras fofas e um pouco melancólicas. Outra que segue a linha de romantismo é "I Would Die For You", só que a faixa parece pegar um pouco do folk para incrementar os outros estilos inspirados.

"Bad Mood" é a que a gente usa para os dias de mau humor. A faixa conta com um bom coro que permanece durante grande parte da música, acompanhado de um som mais ritmado e puxado para inspirações como o rock. Contudo, não é uma faixa tão forte como mostram as outras com pegadas mais country. "Thinkin'" e "Love Someone" são as mais fracas do álbum por serem as que mais fogem da nova Miley e resgatam o pop que faz pouco jus ao que ela diz ter se inspirado no novo disco.

Younger Now pode não ter sido um álbum que agrade a todos os seus conquistados fãs, mas, sem dúvidas, é um dos (senão o melhor) melhores da sua carreira e carrega uma verdadeira bagagem pessoal de Miley Cyrus, além de mostrar o grande talento vocal e nas composições quase todas 100% autorais da artista. Se você não se orgulhou, ao menos a família dela pode aplaudir e se esbaldar de orgulho. A harmonia da cantora com o seu novo estilo é impressionante! Seria a Miley Cyrus nossa rainha rural?!