Ed Sheeran prova ser um verdadeiro fenômeno da música na segunda passagem pelo Brasil com a Divide Tour

Após o tremendo sucesso da turnê aqui no Brasil em 2017, o superstar britânico retornou ao nosso país ainda mais forte do que a última vez, envolvendo mais de 83 mil pessoas em dois shows lotados no Allianz Parque, em São Paulo. Entre músicas românticas e seus grandes hits, Ed Sheeran provou ser um artista completo, versátil e apaixonante, entregando um show que conquistou dos mais novos até os mais velhos que os acompanhavam.

A emoção dessa grande noite já começou no show de abertura, comandado pelo britânico Passenger, dono do smash hit “Let Her Go”. Entre piadinhas e músicas acústicas de aquecer o coração, o músico se mostrou como uma verdadeira revelação. Tudo de seu set foi extremamente orgânico, sincero e simples; algo para se valorizar em um artista hoje em dia. Suas músicas transmitiam verdade, seja dando lições de vida em canções inspiradoras como “Life’s For The Living” e “Scare Away The Dark”, ou até mesmo falando verdades sobre o mundo na sarcástica “I Hate”. 

A voz doce do cantor e seu violão iluminaram o Allianz Parque com uma magia muito genuína. E o cantor não exitou em demonstrar a gratidão de poder tocar para um estádio lotado: “Você nunca sabe o que esperar quando está em um novo país como atração de abertura e, sobretudo, vocês estão sendo muito gentis comigo, então muito obrigado”, contou Passenger. Com os olhos cheios de lágrimas ao fim da apresentação, o músico tocou em nossos corações com um discurso memorável: “Não sei se vocês sabem, mas antes disso, eu era um músico de rua e ninguém nunca parava para me ouvir. Eu jamais esperava que eu tocaria na rádio ou que teria tanta gente em estádios cantando minha música. Muito obrigado”.



Tudo sobre o Passenger foi maravilhoso e inesquecível e, para a nossa alegria, ele estará de volta ao nosso país com turnê própria em março. Em São Paulo, ele se apresenta no Cine Joia, com ingressos que variam entre R$ 80 e R$ 180. Nós certamente iremos marcar presença e prestigiar novamente o trabalho incrível dele. Garanta seus ingressos em Ingresse.

Após Passenger sair do palco, não demorou muito para Ed Sheeran subir ao palco do Allianz Parque. Pontualmente às 21 horas, o público foi a loucura quando o nosso ruivinho favorito subiu ao palco e começou as primeiras melodias de “Castle On The Hill” no violão. A música e sua vibe libertadora tomaram conta do estádio já em uma experiência única. Assim como a felicidade do público grandiosa, Ed também não escondia seu sorriso por estar de volta ao país. 

Essa foi a primeira apresentação nos últimos três meses para Ed, então é de se esperar que sua energia estava lá nas alturas. Isso foi comprovado durante todo o repertório, que variou entre seus grandes hits, das baladas românticas até as mais dançantes. Tudo foi executado com uma superprodução impecável, que contou com telões gigantescos no entorno de quase toda a estrutura de palco. Eles deram vida a um aspecto visual do show realmente único, tornando toda a experiência ainda mais complementar. Isso sem contar o loop pedal, característico já de suas apresentações, que torna a apresentação inteira completamente ao vivo. Foi um show que exalou talento, sentimento, criatividade e versatilidade.


Ao longo da noite, tivemos momentos mais dançantes e cheios de atitude como “Eraser” e “Don’t / New Man”, em que Ed mostrou que vai muito além da voz violão e consegue se transformar em uma figura despojada cheia dos raps despojados que, em meio a um trava línguas, hipnotiza a plateia e tira gritos, aplausos em meio à pista de dança que se fez no Allianz. 

Ed também não deixou de trazer seus grandes sucessos, como “Thinking Out Loud”, “Photograph” e “Sing”. Mas os momentos mais inesquecíveis ficaram por conta das baladas que certamente trouxe um sentimento transcendental, em canções acústicas como “Tenerife Sea”, “Give Me Love”, “The A Team” e “Lego House”.

Assim como sua música “Photograph” diz, vamos eternizar este momento para sempre em nossos corações, e em fotos, é claro. Ed realmente impressionou com tamanha autenticidade em suas performances. Hoje vemos com certeza: Ed Sheeran vai muito além dos cantores de músicas românticas clichês. Ele é muito mais do que isso e não há ninguém como ele atualmente. 

Aproveitando que a Divide Tour chega em sua reta final e o cantor já revelou que dará uma pausa após essa maratona de shows, ainda há uma última chance para conferir esse grande show que quebrou recordes ao redor do mundo: o britânico faz a última apresentação no país em Porto Alegre, no dia 17 de fevereiro, na Arena do Grêmio, onde irá comemorar seu aniversário de 28 anos. Garanta seus ingressos em Livepass e não perca essa festa!