O que esperar do novo álbum de Blackbear após o seu primeiro single "1 SIDED LOVE"

O primeiro single do novo álbum já está entre nós! Lançada no Valentine’s Day (14/2), de autoria de Blackbear, "1 SIDED LOVE" mistura pop, trap e tem atmosfera melancólica. Com ela, podemos ter uma breve ideia do que esperar para o seu novo trabalho de estúdio.

O nome do tão aguardado álbum é ANONYMOUS. Em entrevista a diversos portais como o jornal brasileiro Destak, o cantor já alegou que ele será divulgado por inteiro no dia 19 de abril. Além de ser algo “diferente e mais maduro em relação a seus discos anteriores”. Para abrí-lo com chave de ouro, tivemos “1 SIDED LOVE”. Já ao julgar pelo título, mesmo tendo lançado no dia dos namorados estadunidense, vemos que não se trata de uma história de amor feliz.


Com o uso exagerado de sintetizadores, piano marcado, batidas fortes e lentas, é construída a atmosfera triste. O termo “One sided love” é usado para expressar um amor não correspondido. Neste caso, só uma das partes está apaixonada. Blackbear chega até mesmo a se pergunta “Is your heart worth breaking?”. O som é romântico, mas não de um modo positivo. Os violinos ao final da canção só contribuem com a grande dramaticidade. Aí a faixa é encerrada com chave de ouro.

Tanto o ritmo quanto a letra são um pouco genéricos. O primeiro, se torna cansativo de tão meloso, principalmente no refrão. A segunda, por sua vez, é muito direta e não oferece grandes reflexões. Mesmo assim, observamos o cantor tentando encontrar a sua essência ao inovar com o electro-pop. O que vale aqui é um Blackbear vulnerável como nunca vimos antes.

Blackbear já tem datas para se apresentar no brasil com a tour do novo disco. Ele começa a sua passagem pelo país por Curitiba, no dia 14 de março, depois segue para o Rio de Janeiro, no dia 16 e encerra os trabalhos em São Paulo, no dia 17. Apenas com “1 SIDED LOVE” não conseguimos ter nenhuma ideia concreta do que está por vir. Porém, se tudo continuar no mesmo estilo, o show será marcado por vocais carregados em sintetizadores e versos sinceros, que soam despojados e melancólicos ao mesmo tempo.