Seria a recém lançada "Welcome to the Show" o novo hit de Adam Lambert?


Depois do sucesso que obteve com The Original High, Adam Lambert, cheio de determinação, já antecipa sua nova era lançando novo single cheio de força “Welcome to the Show”, com participação de Laleh.

O cantor já passou pelo pop rock e até arriscou um synthpop em seu último álbum, porém vemos em sua nova música que é quando o cantor não abusa do eletrônico que ele se sai melhor. Em seu último álbum, eu senti um certo exagero das batidas sintéticas na produção de grande maioria das músicas. Porém em “Welcome to the Show”, souberam usar o instrumental EDM de forma moderada e certeira para criar uma linha crescente e emocionante, do começo ao final.



A música em si é um literalmente um estouro, desde sua letra até sua batida. Começando numa pegada mais dramática e vulnerável, Adam vai criando um clima teatral, quase de Broadway, que se revela em seu explosivo e confiante refrão. E a partir daí, a música só pega mais fogo, no melhor sentido possível, principalmente quando Laleh aparece no segundo refrão, trazendo uma vibe bem Rihanna em “Love The Way You Lie”. Aliás, a música não seria tão forte sem ela. A cantora já compôs músicas maravilhosas para Ellie Goulding, Tori Kelly e Demi Lovato, e em “Welcome to the Show” não foi diferente. Laleh trouxe toda a chama para a música, com uma letra poderosíssima e uma participação fundamental.

Bom, se a música vai obter sucesso nas paradas, infelizmente é outra história. Eu realmente acredito no potencial dela. Acho que é até mais intensa e marcante do que “Ghost Town”, o último hit do cantor. A produção está ótima, assim como a participação de Laleh e sua respectiva composição. A capacidade do Adam de transparecer sentimentos durante a música é realmente rara, fazendo dele um artista que, ao meu ver, se destaca muito entre os demais do mundo pop, se encontrando no mesmo nível que a grandiosa P!nk. O material foi muito bem elaborado, agora é só jogar pro alto e rezar para que a música seja bem divulgada e para que o povo abrace este masterpiece.