Red Hot Chili Peppers traz um pouco da sonoridade funk pro seu retorno


Red Hot Chili Peppers, depois de cinco anos do último álbum, marca seu retorno com o “Dark Necessities”, o primeiro single do novo disco da banda. Mas se acalme, talvez não seja o que você está esperando.

Com tantos anos sem material novo, a expectativa para a volta da banda estava grande. Até confesso que esperava algo nas mesmas dimensões rock n’ roll de “Dani California”, porém não foi isso que aconteceu. O novo single tem uma sonoridade bem mais inclinada para o funk americano do que o rock em si, podendo causar estranhamento em muitos. Mas nada que não possa ser melhorado na segunda ouvida.



O grande problema é que a guitarra é um dos elementos mais marcantes na discografia da banda e, infelizmente, em “Dark Necessities” ela é ofuscada por uma névoa de instrumentos que favorecem um ritmo bem mais dreamy do que o comum. Durante a música, encontramos leves notas de piano, um baixo muito proveniente do funk e uma percussão com um groove bem marcante. E realmente, fica difícil falar que toda essa mescla não ficou legal, porque de fato culminou em uma sonoridade interessante. Mas por outro lado, é quase impossível não se incomodar com a guitarra em segundo plano, que não sai em nenhum momento para ter seu momento com um grande breakdown agitado.

 “Dark Necessities” não é muito comercial como os últimos singles da banda, mas isso nunca foi um problema para uma banda de rock. Aliás, seguir uma fórmula já usada e testada definitivamente não foi o plano para o primeiro single. Mesmo sendo preocupante o fato da música ter sido escolhida como o carro chefe, admiro a ousadia e acho bacana a banda explorar novos horizontes, porém é essencial que Red Hot Chili Peppers mantenha sua identidade de alguma forma, mesmo almejando a inovação. Com isso dito, achei a música “ok”, mas estou ansioso para o álbum e espero que neste a guitarra tenha mais ênfase.

The Getaway é o décimo primeiro disco da banda e já tem data de lançamento prevista para 17 de Junho.