Brendon Urie vive noite alucinante de sci-fi em novo clipe


Quando falamos de incorporar o personagem, Brendon Urie é um dos artistas mais excepcionais da indústria. No novo clipe do Panic! At The Disco, para “Don’t Threaten Me With A Good Time”, o cantor levou a storyline para outro nível com seu jeito adoidado de ser.
O clipe com certeza vai te deixar de boca aberta, seja pelo caráter cômico, pelo jeito “bad guy” sedutor do Brendon, ou pelas altas caretas que ele faz durante o vídeo. Definitivamente, vai ser difícil para você não se entreter com altas gargalhadas. Aqui, dá pra perceber bem uma das características que eu mais aprecio no Panic! At The Disco: o ineditismo audiovisual. Afinal, não é nada comum um artista se transformar em um demônio dançante (“Emperor’s New Clothes”) ou até mesmo lançar um clipe com as cabeças das pessoas dentro de aquários, como se fosse a coisa mais normal do mundo (“Lying Is The Most Fun...”).



Em “Don’t Threaten Me With A Good Time”, dirigido por Tim Hendrix, não poderia ser diferente, não é mesmo? Tudo em câmera subjetiva, temos primeiramente o ponto de vista de uma mulher misteriosa que ao chegar em uma balada, conhece o personagem de Brendon Urie. Juntos, vivem lá uma noite um tanto quanto agitada, cheia de prazeres, até que...TENTÁCULOS! Sim, a moça secreta tem tentáculos, fazendo com que a frase da música “What are these footprints / They don’t look very human-like” ganhe sentido como nunca antes. Daqui pra frente, dá pra imaginar que o clipe fica cada vez mais louco! Bom só digo que o nosso querido Brendon acaba sendo devorado por um monstro devasso. Pois é, quando se trata de Brendon Urie, tudo é possível.

Mesmo sendo um thriller bem trash, não tem como se apaixonar pelo clipe. Aliás, sem me arrepender, afirmo que foi um dos melhores videoclipes que vi nos últimos tempos. A questão é que até os vídeos de música tem sido padronizados. Encontrar um clipe com um história já não é tão fácil, porque os artistas simplesmente acham que é só fazer uma música boa e pronto, quando, na verdade, é exatamente o contrário. O Panic! At The Disco é considerado um artista completo porque ele vai além da música, trazendo sempre muita personalidade e criações extraordinárias que chamam atenção em seus vídeos. Sendo assim, os outros artistas ainda tem muito o que aprender com o Panic!