Itaipava De Som a Sol

Em clima futurista, Years & Years abre debate sobre sexualidade com "Sanctify"


Years & Years está de volta com o lançamento de seu novo single,“Sanctify”, lançado nessa última quarta-feira (08/03) com clipe e tudo. Com esse material, o grupo abre espaço para diversas especulações e teorias sobre o segundo álbum que está por vir esse ano.

A letra sugere uma ideia de religião e crenças logo de cara. Porém, ao ler os versos é possível perceber que o seu principal tema é a sexualidade. O cantor fala sobre a questão dos homossexuais esconderem ou terem a necessidade de esconder a verdadeira identidade perante aos outros. Em um verso ele até faz um trocadilho com a palavra “straight” ao se direcionar ao seu parceiro, o que significaria tanto a denominação “heterossexual” quanto “honesto”.

O estado em que o personagem principal parece estar na música, é aquela de aceitação e queda da máscara que carregava. Ele não esconde mais como ou o que ele é. Pede para que santifiquem todos os seus pecados, amores e pede para que o seu parceiro faça o mesmo. Reforça o fato da população ver a homossexualidade como um pecado, o que para o cantor britânico simboliza exatamente o contrário, como já dito em entrevista para a o portal "Nylon".


A narrativa traz um tema tão presente à tona ao redor de um mundo novo, totalmente distópico e futurista que o próprio Olly Alexander, vocalista da banda, em entrevistas, já admitiu ter criado para essa nova era. Um mundo em que os humanos são raros, por isso servem de espetáculo para os androides que agora dominam e são maioria (parece que Justin Timberlake não é o único nessa vibe Black Mirror, não é mesmo?). Tudo isso representado no clipe, que ilustra bem a ideia da letra.

O vídeo conseguiu dar um show de fotografia, até o símbolo anarquista junto às pessoas vestidas de vermelho apareceram na tela. Seria essa a forma de organização dessa sociedade futurista criada por Olly? O fato é que ele abriu espaço para diferentes interpretações e dúvidas. O single parece ser o começo de uma história bem. Nos resta apenas esperar para ver o que vem por aí, como irá terminar ou se ao menos irá ter um fim. Se iremos criar mais teorias ou finalmente desvendar o mistério do novo álbum, que tem muitas chances de seguir também a linha visual.