"In My Blood” é a música mais forte da carreira de Shawn Mendes



O hiatus acabou! Shawn Mendes volta aos holofotes com seu novo single, “In My Blood”, trazendo altas expectativas para seu novo álbum, ainda sem previsão de lançamento.

É isso mesmo, Shawn Mendes está de volta! Lançado na madrugada do dia 22 de março, seu primeiro single dessa nova era, “In My Blood”, mostrou que o nosso queridinho do Pop não só está de volta, como voltou sem medo de mostrar quem ele é.

O canadense já ingressou no mundo da música tendo seu talento reconhecido: com seu single de estreia, “Life of the Party”, Shawn Mendes já começava a colecionar títulos como "o artista mais jovem a estrear entre as 25 primeiras posições da Billboard Hot 100". Seu primeiro álbum, Handwritten, lançado em 14 de abril de 2015, nos mostrou um Shawn Mendes adolescente e apaixonado, rendendo de um pop mais chiclete – como “Stitches” – até um estilo mais tranquilo e sincero, como em "This Is What It Takes”.

Mas foi somente com seu segundo álbum, Illuminate, lançado em 23 de setembro de 2016, que o cantor deu um upgrade em sua carreira, ganhando inclusive o título de “Melhor Artista” no MTV Europe Music Awards, em 2017. Seu segundo álbum nos mostra um lado mais maduro e desiludido do cantor que, na época, tinha apenas 18 anos. Com ritmos mais envolventes e menos enjoativos e até mesmo sob influência do R&B e Soul à La John Mayer, Shawn Mendes investiu em seus vocais e em letras mais confiantes e ousadas, como em "No Promises”, mas sem esconder sua insegurança que aparece, por exemplo, em “Roses”. Seu maior investimento aqui, no entanto, continua sendo o pop sem letras muito significativas, sempre focadas em interesses amorosos, como ele mostrou ao lançar seus três grandes singles: “Treat You Better”, "Mercy” e “There’s Nothing Holding Me Back". 

Até então, Shawn Mendes se limitava a falar basicamente sobre uma segunda pessoa: seja em relacionamentos, em desejos ou desilusões amorosas. O diferencial de "In My Blood”, seu novo single, é que ele fala sobre si mesmo. Como o próprio cantor disse em seu anúncio sobre a nova música ("essa música é a música mais próxima ao meu coração que eu já escrevi”), “In My Blood” é a personificação da vulnerabilidade.


A música fala sobre os sentimentos mais escuros e desesperadores que nós, relutantes, tentamos guardar no fundo de nós mesmos para não termos que lidar com eles. O cantor tomou a coragem que poucos têm e libertou essas emoções em uma composição e ritmos simples, porém impecáveis que cumprem seu propósito perfeitamente: mostrar a angústia de alguém que já não consegue mais se salvar.  

A música traz uma melodia diferente de seus outros álbuns, com uma batida que vai crescendo até o refrão, um desabafo que nos atinge em cheio. Agradável e ao mesmo tempo agonizante, o ritmo calmo durante os versos e o refrão mais agitado nos mostram como algo pode estar bem em um segundo e, no outro, não está mais. A instabilidade é traduzida em uma arte delicada e intensa.

Para seu terceiro álbum de estúdio, ainda sem previsão de lançamento, Shawn Mendes decidiu abaixar seu escudo para nos dar a possibilidade de não apenas ouvi-lo, mas enxergá-lo; conhecer de fato os medos e as inseguranças de quem está escondido atrás da boa reputação que o cantor construiu para ele. "In My Blood”, uma das melhores e a mais sincera música de sua carreira, nos deixa com altas expectativas para seu novo álbum. E a pergunta agora que fica é: Será que vamos nos surpreender ainda mais com as músicas ou nos decepcionar depois desse primeiro impacto brilhante?

Escrito por: Laura Marchezini