A encantadora verdade por trás da música de Miranda, revelação da "Nova MPB"

A cada dia, somos apresentados a novos artistas que cativam o nosso coração. Miranda foi uma dessas revelações. A carioca nos conquistou com o envolvente som de "Eu Não", mostrando ser um grande nome da "Nova MPB". Por esse motivo, batemos um papo com a cantora para que todos conhecerem um pouco mais sobre sua identidade e a verdade por trás de suas músicas!

Marcada por um simplicidade que encanta os nossos ouvidos e corações, Miranda é aquele sopro de compaixão e proximidade que se passa pelo fone de ouvido. A inspiradora "Eu Não" é uma grande prova disso. Acompanhada de um delicioso violão, a cantora canta sobre a vida de um jeito emocionante. Com sua personalidade tão genuína, decidimos conversar com a cantora, que contou tudo pra gente sobre sua música, o contrato com a Warner Music e sonhos para o futuro.

Confira a entrevista na íntegra:

KT: Olá, como está... tudo bem? Eu sou o Jhonatan. Para começar, como você se definiria para quem ainda não conhece?

Miranda: Miranda é uma pessoa que fala da vida acima de tudo em todos os aspectos, não só das alegrias como também das tristezas e das frustrações, de tudo em geral.

KT: Quanto ao gosto musical, você anda ouvindo o que ultimamente? Conta pra gente algumas músicas que você ouve bastante, os estilos...

Miranda: Eu ouço um pouco de tudo mesmo, principalmente MPB, rock progressivo, música dos anos 70... é a área que eu escuto mais.

KT: E o que te inspira na hora de compor as músicas?

Miranda: Acho que o que mais me inspira são historias. Histórias e coisas em geral que me contam. Ou às vezes está ventando e uma folha que passa por mim já é suficiente pra eu escrever alguma coisa. É mais ou menos assim que funciona (risos).

KT: Qual foi o primeiro momento em que você se descobriu na música? Quando decidiu torna-la como carreira?

Miranda: Quando eu recebi a mensagem do Sérgio Affonso, presidente da Warner Music, me chamando pra conversar com ele! Porque antes disso, pra mim a música era como uma forma de colocar as coisas pra fora e era mais um hobby, sabe? Eu fazia faculdade, ou estava trabalhando, e não imaginava que eu ia começar a trabalhar como artista. Mas achei isso o máximo, porque agora eu estou fazendo o que eu amo.


KT: Agora você está com a Warner Music e tem a maravilhosa música “Eu Não”, certo? Como foi gravá-la em estúdio pela primeira vez?

Miranda: Essa música é uma das mais emocionantes pra mim, porque ela tem uma história muito pessoal, fala de muitas coisas que aconteceram comigo. Então pra gravar em estúdio fiquei bastante nervosa, estava com medo de me emocionar muito e acabar deixando isso transparecer e fazer além do que é necessário. Foi muito emocionante, uma experiência inesquecível.

KT: Como foi o processo de composição pra “Eu Não”?

Miranda: A música começou em um ano e terminou uns dois anos depois. Então tudo o que aconteceu entre esses anos eu coloquei nela, cada parte da música foi pra uma situação diferente.

KT: Sobre a recepção, o que você esperava dela? Como foi a sensação de finalmente lançá-la, ver os comentários e tudo mais?

Miranda: Eu estou achando lindo, porque meu objetivo com a música é que as pessoas se identifiquem, que elas sintam junto e se emocionem, riam, coisas do tipo. E vejo muitos comentários de pessoas como “Nossa, essa é a história da minha vida, ela definiu meu momento!”, e assim eu me sinto realizada, significa que eu estou conseguindo o que eu pretendia. É muito bom!

KT: Parabéns por isso tudo! E você deve estar ansiosa para o que vai vir agora, certo? Você já tem planos para o futuro? Podemos esperar músicas novas?

Miranda: Eu costumo não fazer muitos planos, sabe? Eu deixo as coisas chegarem para mim, porque é mais divertido saber na hora em que elas acontecem. Mas espero que tudo esteja indo como vem sendo e que as coisas continuem florescendo!

KT: E você gostaria de continuar numa vibe mais acústica, até para um álbum?

Miranda: Talvez! Eu acho que cada musica tem muito o feeling dela, sabe? “Eu Não” tinha que ser assim mais tranquila, mas as vezes também acontece de a música ter um punch maior… não sei, acho que vai da vibe.

KT: E você tem aquela famosa colaboração dos sonhos? Com quem você gostaria de trabalhar?

Miranda: Ah, eu tenho! Ela, inclusive, é da Warner, e eu to jogando a ideia sempre que posso… É a Tiê, minha compositora favorita. Eu a acompanho desde a adolescência, sou apaixonada pelas músicas dela, então é meu sonho!

KT: Pra finalizar, você poderia deixar uma mensagem para quem te acompanhou até aqui e pra galera que está te conhecendo agora?

Miranda: Gente, muito obrigada a todo mundo que está aqui me acompanhando, que se identifica e que manda mensagens. Vocês me fazem muito feliz e é muito bom, como um abraço, saber que as pessoas estão curtindo o que eu faço, então muito obrigada! Gratidão mesmo!