Teria Zayn ressuscitado o hip hop dos anos 2000?


Apostando na sua carreira artística em boa ascensão, Zayn tem experimentado estilos diferentes em cada canção que lança. Temos visto ótimos trabalhos nesse período e, desta vez, juntando-se a uma lenda do hip-hop da geração anterior, Timbaland, para Too Much - novo single do cantor.

Desde um pop não convencional (como o primeiro álbum Mind of Mine) até umas misturas de hip-hop e R&B, Zayn sempre soube se destacar no cenário musical. Deixar a boyband e se desvincular aos poucos daquele pop metódico para conquistar as rádios internacionais foram grandes passos para o cantor, tendo em vista tudo que melhorou em sua carreira solo. 

Não podemos negar que ele é um ótimo compositor e tem uma das vozes mais exóticas do mercado atual. Ele alcança graves e agudos facilmente, falsetes muito bem elaborados. Além disso, ele se mostra flexível dentro de diferentes estilos, mas convenhamos que tem maior destaque nessa área mais R&B da carreira. 

Tendo em vista a trilogia de clipes anteriores (Dusk Till Dawn, Let Me, Entertainer), encontramos um artista mais maduro e sofisticado nas canções, um tanto quanto cativante. Em Sour Diesel, um alguém mais diferente, talvez mais inspirado numas raízes mais pop rock ou jazz... Um bom trabalho, mas nada como as outras anteriores. Agora, com Too Much, temos algo mais alternativo, mais hip-hop. 


Eu diria que se ele chegasse com uma dessa nos anos 2000, estaria orgulhoso. E, mesmo agora, acho que temos uma nova do Justin Timberlake de um jeito mais inovador - não só pelo estilo, mas pela colaboração. Talvez o mais surpreendente foi ver o retorno de Timbaland (que esteve no mais recente álbum do Justin Timberlake também, como nos velhos tempos).

Too Much é como uma balada futurística em uma mistura R&B e hip-hop. A letra conta uma problemática história de amor, onde parece que o lírico quer mais do que pode obter. É algo de se tratar de querer além da conta, ou que mostra alguns problemas com a monogamia, por exemplo. Zayn utiliza várias alusões poéticas para o que parece ter sido um momento de sua vida. Para quem seria essa canção? Bem, não podemos afirmar nada sobre, mas a curiosidade fica grande entre nós.

O clipe animado da canção combina com todo o ritmo viciante. Too Much é uma boa aposta para a carreira que o cantor segue agora. Em breve saberemos o que ele nos reserva, mas esperamos que virão coisas ainda melhores!