Conheça Nina Nesbitt, a grande revelação do pop

A escocesa Nina Nesbitt tem deixado cada vez mais evidente a força que tem na indústria musical. Após ser descoberta por Ed Sheeran, a cantora multitalentosa já impressiona com a qualidade de suas músicas e a autoconfiança de sua personalidade. Tais características e muitas outras tem elevado seu nome nos charts a ponto de ser considerada uma das maiores revelações do pop atual.

Venha conhecer um pouco mais da trajetória de Nina Nesbitt com a gente:

Quem é Nina Nesbitt?

Nina Nesbitt, nascida na Escócia em 1994, é uma grande revelação do pop desde seu single "Stay Out", lançado em abril de 2013. Com os tempos passando, a cantora virou um verdadeiro fenômeno nas paradas britânicas e tem rompido barreiras a cada novo lançamento. Já em seu segundo álbum de estúdio, Nina alcançou grandes números nos charts e aclamação mundial pelo seu trabalho tão intimista e cheio de personalidade.

As grandes inspirações da cantora!

Nina é grande fã de algumas compositoras poderosas da indústria, incluindo Debbie Harry, Stevie Nicks, Alanis Morissette e Taylor Swift. Pessoalmente, Jagged Little Pill, da rainha Alanis, é o seu álbum favorito de todos os tempos. Ela também ama muito o Fearless, da Taylor Swift. Inclusive, Taylor já até ouviu o som da cantora e aprovou, chegando a inserir o hino "The Best Your Had", de Nina Nesbitt, na sua playlist de músicas favoritas.

Como tudo começou?

Diferente de muitos artistas, Nina não veio de uma família do meio musical. A paixão da jovem veio com os CDs que seus pais colecionavam. Sua mãe tinha toda a coleção de divas pop da época, incluindo Whitney Houston, Mariah Carey e Celine Dion. Já seu pai seguia uma linha mais do rock alternativo. E, musicalmente, podemos dizer que Nina pegou um pouco dos dois, mas puxando mais pro pop.

Já aos 10 anos de idade, ela escrevia pequenos poemas e histórias e os transformava em música. Mas foi aos 15 anos que Nina decidiu compartilhar seu talento com o mundo, criando um canal do YouTube e deixando sua vergonha de lado. Com esses vídeos, seu destino ao estrelato estava cada vez mais próximo.


Ela foi descoberta pelo Ed Sheeran!

Aos 17 anos de idade, em 2011, Nina Nesbitt teve o grande encontro de sua vida em uma das aparições de Sheeran em uma rádio britânica. Lá ela teve a chance de pedir um conselho de Ed para artistas que estavam começando e, como resposta, o ruivo ficou curioso e pediu para ela tocar uma música para ele. Aí não deu outra: ficou impressionado e a chamou para abrir sua turnê europeia na época. Por onde ela passava, conquistava mais uma legião de fãs.

Com o tempo, a parceria entre os dois só foi crescendo, fazendo com que a cantora fizesse uma participação especial no clipe de "Drunk" do cantor. Mais tarde, essa parceria se transformou até em um romance entre os dois. Admitimos que shippávamos muito!

Seu álbum de estreia foi um sucesso!

Em 2012, Nina Nesbitt chamou a atenção de uma grande gravadora: Island Records. Com esse selo, a cantora lançou seu aguardado disco de estreia, Peroxide, que logo de cara já subiu no Top 15 britânico. Foi um sucesso tremendo: os singles estavam sempre entre os mais falados do momento e nas mais variadas paradas britânicas de sucesso.

Ela deu a volta por cima!

Assim como muitos outros artistas, Nina teve problemas com a gravadora mesmo com seu talento. Ela teve dois álbuns que simplesmente nunca foram lançados e foi deixada de lado, longe dos holofotes por um bom tempo. Não demorou muito para a gravadora simplesmente colocar ela para fora do catálogo. Sim, um choque. Ela se sentiu perdida no início, mas logo começou a ser dona do seu próprio trabalho: aprendeu a produzir suas próprias músicas com um estúdio improvisado em sua casa. Foi assim que seu segundo disco surgiu. Nem parece, mas toda a magia de músicas como "The Moments I'm Missing" surgiram do seu próprio quarto.


Já escreveu para vários outros artistas!

Nesse meio tempo, além de suas próprias músicas, ela também começou a escrever para outros grandes artistas, principalmente do Reino Unido, incluindo The Shires, Olivia Holt e Jessie Ware. Ela chegou, inclusive, a quase ter uma música gravada por Rihanna. Isso mesmo: "Is It Really Me You're Missing" do seu segundo álbum passou pelos produtores de Rihanna, pois os mesmos gostaram muito. A conversa acabou não indo tão longe a ponto de Rihanna gravar, mas podemos apreciar esse hino emocionante na bela voz de Nina no seu mais recente álbum.

O maravilhoso álbum The Sun Will Come Up, The Seasons Will Change

Depois de tantas reviravoltas, o segundo álbum de Nina chegou em fevereiro deste ano com muito estilo e fazendo muito barulho. Recebeu inúmeras críticas positivas, chegou em décimo terceiro lugar no Reino Unido e alcançou mais de 250 milhões de streams, sendo 8 milhões somente em uma semana. Surreal!

Este lançamento é incrivelmente especial e intimista, contando com canções ecléticas e maduras, todas embasadas em um pop alternativo muito bem elaborado. Temos aqui Nina em sua melhor fase musical e lírica. Em uma indústria da música que muitas vezes não dá a você uma segunda chance, The Sun Will Up, The Seasons Will Change mostrou que o trabalho árduo de Nina foi recompensado. Seu 2019 continua a ficar ainda maior e melhor. Aproveite o momento e venha enaltecer este disco com a gente: