Ed Sheeran retorna ao clima de rap em parceria com PnB Rock e Chance the Rapper

Ed Sheeran, na última semana (24/05), lançou “Cross me”, mais uma faixa de seu novo trabalho. O projeto será um grande álbum colaborativo que contará com as vozes de muitos sucessos do mundo da música. Após “I Don’t Care” com Justin Bieber, o cantor inova com batidas mais pesadas e os vocais de Chance The Rapper e PnB Rock.



Não é novidade que Ed Sheeran gosta e tenta se inserir no universo do rap e hip hop. Ele já havia lançado o seu primeiro álbum de colaborações, o No.5 Collaborations Project, apenas com nomes do gênero. Por isso, ele retorna a essa atmosfera mais pesada e até melancólica.

“Cross me” é um pouco diferente do que o artista estava entregando ultimamente. Principalmente quando analisamos o Divide. Suas faixas românticas, calmas e mais acústicas não se parecem nada com os dois primeiros lançamentos de No.6 Collaborations Project.

Por serem parcerias, entendemos que elas sofrem influência externa, mas percebemos que o ruivo não quer mesmo continuar com a calmaria. As músicas ainda são românticas, mas sentimos um agito a mais. 


Muitos sons eletrônicos são utilizados, assim como grande mistura de instrumentos e sintetizadores. Ambas são muito diferentes entre si, mas uma característica em comum são alguns sons eletrônicos exóticos e a pegada de pop chiclete. 

Os sons abafados de “Cross me” envolvem os versos cheios de referências a vida pessoal dos três cantores. A garota mencionada, que pode contar com eles para qualquer coisa, pode se referir às esposas de Ed Sheeran e Chance the Rapper ou até mesmo a filha de PnB Rock, de acordo com o que cada um deles expressa. A letra é bem direta e repetitiva. Ela é romântica, mas não delicada e carrega trechos como “You know I fuckin' love her now/Like nobody ever could”.

Com tantos nomes de sucesso, “Cross me” promete se manter nas paradas. É claramente uma faixa feita para ser hit e grudar na cabeça de qualquer um. Uma canção que promete ao mesmo tempo cativar multidões, tocar muitas vezes nas rádios e estar em diversas playlists diferentonas.