Madison Beer mascara crítica social com história de amor em novo single "Dear Society"

A nova princesinha do pop, Madison Beer lançou mais um trabalho nessa última sexta-feira (17/5).  Depois do primeiro EP As She Pleases, ela retorna em “Dear Society” com o seu estilo tão singular e característico. Mas, agora com uma pegada mais futurista e profunda.

“Dear Society” é o lead do seu tão aguardado primeiro álbum de estúdio. Por ser o carro-chefe, se explica a atmosfera um pouco mais animada e chiclete. Então, ainda não dá para esperar por completo o que vem por aí, visto que essa primeira amostra é sempre mais comercial que as demais.

Madison vem misturando, com maestria, influências pop e R&B, criando uma sonoridade despojada e chamativa. Combinando também muitos sintetizadores e sons eletrônicos, ela constrói melodias tranquilas e muito gostosas de ouvir. O que a maioria tem em comum são as características sensuais, românticas e relaxantes. Não são canções exatamente melancólicas, mesmo que na temática sejam sim, e muito.

Assim como acontece com as outras, não se engane com a atmosfera tranquila da nova faixa. Em “Dear Society”, a cantora mostra ser um “natural disaster”. Os versos parecem contar sobre um relacionamento extremamente tóxico. Porém, prova ser muito mais do que isso quando percebemos as metáforas.



O parceiro amoroso e tóxico é representado pelo mundo das redes sociais. Por mais que elas façam mal para a maioria das pessoas, e elas saibam disso, todos continuam voltando a acessá-las. Local em que, inclusive, Madison está super incluída. Essa interpretação explica também o exagero dos sintetizadores, que dão cores a este mundo da tecnologia retratado.

Ela aproveita seus vocais, que são ao mesmo tempo graves e angelicais, para também dar o ar mais sensual e narrar como a sua vida vem sendo um verdadeiro caos, seja por sua paixão ou não: “my heart is getting sick from the tar that's on your lips”.

Toda a composição é um desabafo. Nela encontramos trechos como “dear society, you've pushed me to the edge” e o videoclipe, que teve o lançamento no mesmo dia, ainda cultiva a ideia do futurismo das redes sociais. Ele mostra o desenrolar de um experimento com Madison Beer. Além de não conseguir sair dele e ser controlada, letras “digitais” constantemente passam pelos olhos da cantora, ilustrando bem o imediatismo e a saturação do mundo moderno.

Com “Dear Society” a artista mascara uma crítica social com uma história de amor abusiva muito bem elaborada. Assim, surpreende com mensagens subliminares e o mais importante, faz o ouvinte raciocinar e refletir. Também abre o cenário a múltiplas interpretações e ao mesmo tempo, consegue tem a cara de um hit que promete sucesso nas paradas. Se Madison Beer continuar nesse caminho para seu álbum, teremos uma grande aposta para virar a nova grande estrela do pop!