Bruno Mars, Lady Gaga ou The Weeknd: Quem fará o melhor retorno de 2016?


Todos nós sabemos o quanto é difícil fazer um retorno à música e lançar uma nova era, principalmente na indústria pop, ainda mais se o artista já teve grandes hits no passado, pois acaba plantando expectativas grandes na boca do povo. Com Beyoncé, Rihanna e Britney Spears, 2016 já está sendo um ano bem nostálgico para o pop. Porém, os lançamentos não param e, entre os retornos mais esperados, temos grandes nomes como Bruno Mars, The Weeknd e Lady Gaga. Quem será que vai levar a melhor?


Bruno Mars



Começando pelo Bruno Mars, que no passado já nos fez dançar e chorar com seus famosos hits, como “Just The Way You Are”, “When I Was Your Man” e “Treasure”. Desde 2013, portanto, o cantor veio se afastando um pouco dos holofotes e só veio voltar no final de 2014, ao emprestar seus vocais para outro hit, “Uptown Funk”, que foi um tremendo sucesso mundo afora. “Uptown Funk” reanimou até os defuntos e nos deixou com um gostinho de “quero mais”. Agora em Outubro, enfim, o cantor apareceu com anúncio de álbum para Novembro e um novo single, chamado “24K Magic”.



Tudo que eu posso dizer desse novo single do Bruno Mars é que eu realmente não sei o que aconteceu. As expectativas estavam tão altas, que a música não soube corresponder. É nessas horas que eu sinto muita falta do Bruno Mars só com um violãozinho e um piano, porque toda vez que ele tenta ser muito festeiro, a tendência dele de se perder é muito grande, e foi isso que aconteceu dessa vez. “24K Magic” é uma mistura de “Uptown Funk” com “Treasure”, só que com arranjos bem mais fracos e falta de coerência e linearidade. O cantor precisa ouvir aquele famoso ditado que diz que “menos é mais”. É uma música divertida, é claro, mas não tem cara de lead single e realmente, desse jeito, ele já derruba todo a empolgação por volta do seu promissor retorno.



Pelo menos, para recompensar, “Chunky”, a outra música do novo álbum, tem bem mais a cara do cantor. Nesse promo single, Bruno Mars também aderiu ao ritmo mais festeiro, só que dessa vez com muito mais classe. A faixa realmente me cativou com seu equilíbrio e sutileza, que possibilitou o cantor viajar pelo ritmo delicioso dos anos 90. Depois de me desapontar terrivelmente com “24K Magic”, admito que “Chunky” até que me deu um pouco de esperança. O jeito é esperar o álbum completo para ver no que isso vai dar, mas realmente minhas apostas estão mais do lado de Lady Gaga e The Weeknd.

Lady Gaga



Desde 2009, a cantora vem nos conquistando hit atrás de hit, desde “Just Dance” até “Applause”. Já estávamos morrendo de saudades da Gaga, já que o último álbum, o ARTPOP, aconteceu em 2013, e nem foi tão bom assim. Até chegar nos dias de hoje, a cantora vem arriscando cada vez mais, chegando a lançar um álbum de Jazz com o grandioso Tony Bennett, no qual a cantora provou que seu talento ultrapassa os limites do pop. Gaga também lançou a premiada e emocionante faixa “Til It Happens To You”, que levou todo mundo aos prantos com sua mensagem poderosa sobre abuso sexual. Até chegar no seu novo álbum, Joanne, Lady Gaga cresceu ainda mais como artista, fortalecendo sua originalidade e autenticidade artística. Simplesmente não há nenhum artista que se iguale ao nível da Gaga atualmente. Ela é única. É por este motivo que defendo essa nova era da cantora com unhas e dentes!



Com muito orgulho, afirmo que nenhuma das três faixas lançadas do Joanne me decepcionou. “Perfect Illusion” foi o lead single, que lançou um buzz enorme pelo estilo bem incomum pra cantora. A faixa tem dedos do Mark Ronson e do Kevin Parker, vocalista do Tame Impala, e realmente não poderia ter ficado mais feliz com o resultado. “Perfect Illusion” tem uma pegada de rock alternativo, quase psicodélico, porém com a força e energia pop que só Lady Gaga tem. Sem dúvidas, não daria certo nas mãos de nenhuma outra cantora do mundo pop, porque só ela se dá tão bem com a versatilidade em suas músicas.



Outro gênero que Lady Gaga aposta nessa sua nova fase é o country, que dá cor à “Million Reasons” e “A-YO”. “Million Reasons” é uma das minhas favoritas, justamente pela vulnerabilidade e verdade que a cantora passa através de sua voz, que chega arrepiar dos pés à cabeça em algumas partes. Em contraponto, “A-YO” possui uma vibe bem mais pop e divertida, e, ainda, é provavelmente a mais dançante de todas. A variedade é uma das características mais fortes do novo álbum, certamente!

Joanne será lançado oficialmente amanhã (21/10), porém já posso ter certeza que terá música para todos os gostos, o que exclui qualquer reclamação dos fãs que prezam tanto as antigas “Bad Romance” e “Poker Face”, por exemplo. O meu conselho é: relaxe, aproveite a era como ela é e deixe a cantora explorar mais o mundo da música, porque realmente ela pode. Em todo o lugar que passa, a Gaga sabe deixar a sua marca registrada, independente do gênero, e isso é muito raro no pop atual. Contudo, estou muito confiante para essa nova era!

The Weeknd



Nos últimos dois anos, o cantor bombou com os hits “Earned It” e “Can’t Feel My Face”. The Weeknd trouxe à tona o R&B, que estava tão escasso nas vozes masculinas. O sucesso foi tanto que ele chegou a ser nomeado como “o novo Michael Jackson” pelos tabloides. Não sei dizer se essa atribuição foi um pouco exagerada, mas o talento do cantor é inquestionavelmente impressionante.



No seu primeiro álbum, The Weeknd esbanjou R&B pra todos os lados, ainda trazendo convidados como Ed Sheeran e Lana Del Rey. Porém para o seu novo material, o cantor provavelmente está apostando também no EDM, já que este predominou em suas duas faixas lançadas. “Starboy” foi o carro chefe e, de todos os lançamentos citados neste post inteiro, essa música foi a mais bem recebida pelo público, talvez pelo nome do cantor ainda estar bem fresco na memória do pessoal, mas principalmente por trazer à produção da faixa os sumidos do Daft Punk. Sim, he did that! A volta do Daft Punk gerou um buzz tremendo para a música e isso só favoreceu ainda mais para o sucesso da faixa, que só vem subindo nas paradas. Eu, pessoalmente, curti muito “Starboy” pelo seu ritmo, novo para o The Weeknd, e principalmente pelo lado sassy do cantor, que é muito explorado na faixa. Eu diria que é uma mistura de EDM Alternativo com umas pitadas de R&B. É realmente muito boa!



A segunda música lançada, “False Alarm”, também é muito bem produzida. Confesso que deu até uma vontade de falar pra ele emprestar pro Bruno Mars, porque ele tá precisando, rs. A música constrói uma adrenalina fora do normal, do tipo que te faz sair do corpo e flutuar ao som da batida frenética!

Apesar de preferir um pouco mais o material de Lady Gaga, eu acredito que o The Weeknd vai acabar levando a melhor, sendo recebido pelo público de braços abertos, justamente por eliminação. Bruno Mars, ao meu ver, está fora de cogitação, já que o mesmo nem se iguala ao nível dos outros dois. Lady Gaga, apesar de ser muito boa e minha preferida, não está sendo muito bem recebida com o Joanne, infelizmente porque o público gosta da mesma coisa genérica de sempre, ugh. The Weeknd, no entanto, já tem a fama de queridinho e soube trazer uma lenda do EDM pra sua música, efervescendo todos que o esperavam. Bom, acho que temos um vencedor, então né?



via GIPHY