Itaipava De Som a Sol

Conheça o som animal da banda inglesa Glass Animals

Resultado de imagem

Para iniciar a semana com um baita ânimo, talvez você precise saber que começa agora a primeira semana especial para o Lollapalooza no Brasil! Iniciando com os “Artistas Revelação”, iremos te deixar por dentro do que vai acontecer de melhor no festival, com semanas temáticas, até a semana que o antecede. Como um ótimo lugar para conhecer artistas novos, apresentaremos, primeiramente, o trabalho da banda Glass Animals, que performará no dia 27 de março no Lollapalooza em São Paulo. 

Você já ouviu falar do estilo trip hop? Pois bem, foi um estilo que teve origem em Bristol, na Inglaterra, desde os anos 1980, tomando por influência o hip hop. Contudo, o trip hop é um estilo musical lento com batidas desaceleradas. Por que toda essa explicação? Bom, a resposta é simples, este é um dos estilos que Glass Animals utiliza em suas produções. Além desse, há uma mistura de pop, indie rock, R&B e electro.

Uma banda originada na cidade de Oxford, Inglaterra, em 2012, muito bem enfeitada no estilo indie de ser! A grande capacidade de se diferenciar é característica marcante da banda. Sejam nas músicas, produções dos videoclipes e até mesmo nas artes dos álbuns, eles ganham destaque no que se diz ser um “cenário criativo”! A mistura de estilos musicais em apenas uma música transforma a própria música em uma grande viagem pelos ouvidos, algo unicamente mágico. Até mesmo no website oficial da banda se percebe que o “pop psicodélico” é uma parte essencial da banda.


No início de sua carreira, em maio de 2012, Glass Animals lançou seu primeiro EP intitulado Leaflings, o qual conta com o single “Cocoa Hooves” e mais outras três músicas. Para uma banda que afirmava não saber muita coisa da indústria musical e apenas tentavam “disfarçar” quem eles são, ter os olhos produtor da Adele já em seu primeiro álbum foi de extrema surpresa. Paul Epworth os viu tocar em um lugar de Londres e decidiu investir no futuro da banda.

Em novembro de 2013, após o lançamento do single “Black Mambo”, Glass Animals lançou um novo EP, autointitulado. Além disso, contaram com o jovem Jean Deaux, de Chicago, na música “Woozy”. Logo no ano seguinte, a banda lançou mais três singles: "Pools", "Gooey" e "Hazey", junto com um pequeno EP remix de “Gooey” que contou com a música "Holiest", uma colaboração com o cantor, compositor e produtor argentino de indie pop, Tei Shi.



Finalmente, em junho de 2014, o primeiro álbum de estúdio de Glass Animals, ZABA, foi lançado. Com um sucesso de mais de 7 milhões de ouvintes no Spotify, olhares positivos surgiram para a banda, que decidiu lançar duas versões deluxe do álbum no ano seguinte. Em 2015 a banda já saía em turnê de cerca de 130 shows, muitos com ingressos esgotados, principalmente na passagem pelos Estados Unidos.


Com a fama emergente da banda e o crescente trabalho, logo fez com que mais singles (como “Life Itself” e “Youth”) surgissem e, posteriormente, o segundo álbum de estúdio, How To Be a Human Being, sendo lançado em agosto de 2016. O recente álbum recebeu aclamações dos críticos com boa impressões e a “sensação de admiração”.


Saindo em turnê mundial e confirmando presença em diversos festivais, a banda pode ser muito bem esperada para realizar um perfeito show no Lollapalooza deste ano em São Paulo, capazes de surpreender o público e agitar como só eles fazem. Se você vai participar do Lolla no dia 27 de março, não deixe de curtir um novo e ótimo som do mundo indie.