Respire a atmosfera melancólica de Aquilo



Dias ruins vêm e vão, mas não precisamos desses dias para conhecer umas músicas tristes e relaxantes. Com capacidade suficiente para nos fazer viajar em sons tristes, Aquilo traz suas letras das profundezas de corações poéticos e sonoros. Conheça a maneira como eles misturam o electro pop à melancolia.

Tom Higham e Ben Fletcher não esperavam que o destino os uniria da forma mais bonita possível: fazendo música. Ambos começaram no mundo publicando músicas online, mas o surpreendente foi quando eles descobriram que viviam perto, ainda que com a rivalidade por serem artistas independentes. Logo, a formação de uma dupla não foi difícil. Direto do norte da Inglaterra, eles começaram a escrever juntos nomeando-se Aquilo em 2013.

A primeira produção do duo surgiu já no começo de 2014, o EP autointitulado trouxe ao mundo um conjunto de quatro músicas muito sentimentais. O talento inegável dos dois havia chegado ao mundo como um só. Cada som com uma experimentação diferente, mas de melancolia em comum. As vozes tocantes que se unem às letras intensas se encaixou perfeitamente no estilo independente que eles criaram juntos. You There, a primeira música, prova que da tristeza ainda surgem coisas boas. A faixa chamou a atenção de blogs e, logo, da BBC Radio 1, que os levou, em 2014, ao Glastonbury Festival.


Ainda em 2014, a Island Records assumiu o compromisso com o duo, que lançou o segundo EP, Human, no fim do ano. As novas quatro faixas mantiveram corações partidos, perdas e esperança como temas principais. Aquilo provou que achou o estilo certo para compor e publicar. Human, a faixa que intitulou o EP, ganhou parte do mundo e remixes especiais.

Sem muita espera, Aquilo lançou o terceiro EP em 2015, Calling Me, com mais quatro músicas. Enquanto isso, seus shows repercutiam pela Europa e uma onda de emoções tomava os ouvidos do público que começou a crescer. Waiting teve o piano como uma graciosa dádiva para a letra tão tocante que se envolve na doce voz; confira essa performance publicada no canal da dupla no YouTube:


Depois de três EPs, a dupla reservou o ano de 2016 para shows e novas composições. O melhor estava por vir enquanto pequenos lugares já não eram suficientes para os seus concertos. E foi com a jogada de artistas indie que eles tornaram o electro pop o melhor amigo de músicas calmas e suaves. Com um estilo musical exótico, surpreendente, sedutor, triste e ao mesmo tempo sonhador, Aquilo lançou no começo de 2017 o primeiro álbum de estúdio, Silhouettes.

A mistura de algumas faixas anteriores com outras inéditas provou o talento da dupla e mostra que sucesso é a nova palavra conquistada. Encontrar um estilo diferente de música triste é o que eles proporcionam. Silhouette é a primeira faixa e um dos singles que, junto a Almost Over e You Won't Know Where You Stand, forma uma trilogia de clipes, os quais mostram uma história por trás das composições sentimentais de Aquilo.


Com os dois EPs de lives, In The Low Light e Midnight, o duo prova que sua originalidade de estúdio também é mostrada ao vivo. Então, cabe a nós pensar que um talento tão original deve merecer todo reconhecimento e, por isso, considero que Aquilo pode receber um prêmio para melhor novo artista ou artista inspirador. Além disso, o duo segue com a divulgação de seu novo álbum e aguarda o início de sua turnê pela Europa e Estados Unidos, a partir de setembro deste ano.

Para fãs de: Seafret, Oh Wonder, Jaymes Young, XYLO, Amber Run.