Itaipava De Som a Sol

Lorde encontra refúgio na natureza em clipe de “Perfect Places”


Após Lorde ter lançado o seu tão bem aclamado segundo disco, o Melodrama, ela se encontra agora na fase de divulgação do seu segundo single, “Perfect Places”, que acabou de receber um vídeo. No clipe para a música, a cantora vai de encontro com a aceitação de seus sentimentos para celebrar a vida com toda sua luz, além de suas cores, relevos.

“Perfect Places” é um gancho muito importante para a conclusão da narrativa do disco. Durante o desenrolar do Melodrama, Lorde encontra dificuldade na sua transição para a vida adulta, no meio de tanta festa badalada, drogas, bebidas e corações partidos. É só de fato em “Perfect Places”, no final do álbum, que ela joga fora todo o seu ressentimento para abraçar todos os lados da vida, dos mais escuros e importunos aos mais alegres e radiantes. E, sendo muito fiel à proposta, o clipe dirigido por Grant Singer explora a mesma ideia, se apropriando de maravilhosos contrastes da natureza, tudo de um jeito bem artístico. 


Assim que damos o play, nos deparamos com paisagens mais pesadas, onde Lorde se encontra com um facão no meio do canavial e, em seguida, numa fogueira no breu da noite. Essa parte representa muito bem o álbum como um todo, em que Lorde reflete sobre toda a angústia de um coração quebrado e da fase adulta. No entanto, ainda no início do vídeo, Lorde já acha sua paz ao entrar em uma espécie de um portão que dá para uma praia. Este é o primeiro de muitos vestígios de luz no álbum. Isso representa o jeito maravilhoso como Lorde abraça a sua condição humana, com todos seus prós e contras.

Desde aí, através de contrastes entre roupas, iluminação e paisagens, o clipe brinca com a natureza híbrida das emoções de qualquer ser humano. Sendo assim, durante todo o vídeo, a cantora se mostra confiante, seja em ambientes mais vibrantes, como em outros mais intimistas. Todos os elementos do clipe, de alguma forma, dão a entender que após passar por muitas turbulências da vida, Lorde finalmente encontra refúgio e equilíbrio na natureza.

O videoclipe é uma maravilhosa história de superação, e nos traz muita alegria quando percebemos isso nos pequenos detalhes. Os vestidos é um grande exemplo disso, que vai das cores mais claras e delicadas até as mais vibrantes, mostrando a transição de um coração ingênuo tomado pela noite – como na cena em que ela está com vestido bege – para um coração ardente, tomado pelos impulsos da juventude – muito bem representado pelo vestido vermelho. Nada é tão representativo como a cena que a cantora se encontra imersa na água com um copo de bebida na mão. É sensacional ver como ela mergulha com indiferença naquilo que a mais apavorava antes. É nítido como ela se entrega à vida por completo, aceitando o que der e vier.

Ao fim, Lorde canta com uma lâmpada acesa em um quarto escuro e, assim que a música acaba, a cantora larga o objeto luminoso com muita determinação. Aí ela deixa bem claro que se desprendeu do que a mantinha em sua zona de conforto e segurança, finalmente se jogando para o mundo, sem medos, e acolhendo este lado menos iluminado da vida, porque afinal de tudo, como a própria canta, não importa pra onde formos, sempre dá para corrermos para “lugares perfeitos”, basta abraçar os prazeres e frutos que o mundo nos oferece.