Com batidas lúdicas, Miranda reúne todo o encanto da nova MPB no single "Universo"

Após o sucesso de "Eu Não" e "Agora", Miranda nos encanta mais uma vez com seu doce novo single "Universo". Sendo ela a nova aposta da Warner Music Brasil, a cantora carioca está aqui para provar mais uma vez o seu potencial de ser a nova grande voz da MPB ao lado de artistas como Melim e Anavitória. 

O single de estreia "Eu Não" já foi um sucesso tremendo por todo o país, entrando em terceiro lugar no chart 50 Viral do Spotify. No segundo single, "Agora", Miranda continuou na vibe melódica do seu violão, sempre com letras próximas do nosso coração, cheias de sentimentos. Lançando hoje seu terceiro single da carreira, a cantora continua espalhando o amor por meio da sua poesia musical, dessa vez com uma melodia até mais moderna e ritmada, onde o violão deixa de ser o protagonistas para dar espaço a batidas lúdicas e iluminadas que agregam à faixa de um jeito muito singular. Com este novo trabalho, já é certo: seu jeito meigo e ingênuo já é marca registrada de Miranda.

Em "Universo", a cantora percorre um caminho mágico nas suas batidas que, junto à sua voz doce tão singular, lembra até a fluidez do MPB upbeat de "A Noite", de Tiê, que, aliás, é uma das maiores inspirações de Miranda. Com uma atmosfera encantadora, ela nos faz flutuar em suas palavras e no seu jeito cativante e leve de compor.


"Me tirou para dançar embaixo da lua, bem onde eu queria estar. Falou das estrelas, olhou para minha alma e eu soube o que era amar". O começo da canção já diz tudo: ela usa elementos do universo para dar magnitude ao sentimento que todos mais contemplam na vida: o amor. Este sentimento não só no sentido romântico, mas também do amor entre amigos e família. De forma muito genuína, ela constrói uma narrativa reconfortante e bem original. É como um abraço em forma musical que Miranda constrói seu conto de fadas, que já vem pronto para dar significado a tantos outros ao redor do Brasil.

“‘Universo’ é uma música que eu sempre quis escrever e não sabia como. Foi um processo de composição divertido, eu sou apaixonada pelo universo: planetas, coisas do céu, estrelas e por aí vai, e eu sempre quis uma música que falasse disso” - diz Miranda.
Esta preciosidade também chega acompanhada de clipe inédito ambientado em um cinema de São Paulo e dirigido por Pedro Tófani, responsável por assinar trabalhos de Jão mais recentes, como "Imaturo" e "Eu Vou Morrer Sozinho". Tudo é muito criativo e divertido do começo ao fim, trazendo ainda mais forças à música e à própria identidade artística, que agora se desdobra além do básico e previsto. A cantora, no cinema, usando boina vermelha e blusa de gatinho e óculos brilhante de estrela, passa por diversas projeções, cenas românticas, até chegar à cena final de forma inusitada, nos cativando ainda mais. Simplesmente adorável!

O single promete seguir os caminhos de sucesso de seus lançamentos anteriores, alcançando bons números. Ele tem tudo, inclusive, para ser o grande divisor de águas de Miranda. Estaremos sempre enaltecendo o trabalho dela. A cantora ainda vai muito longe, chegando a tocar as estrelas e brilhar junto à lua!