The Chainsmokers renova sua sonoridade com "Side Effects"

O duo EDM-pop The Chainsmokers está com mais uma faixa de tirar o fôlego e aplaudir de pé. Com vocais de sua colaboradora de longo prazo Emily Warren, “Side Effects” traz um som refrescante e bem diferente das faixas mais recentes lançadas pela dupla dupla de DJs americana. 
Depois de terem dominado 2017 com vários prêmios e músicas no topo das paradas, The Chainsmokers não para. Os caras já nos encantaram nesse primeiro semestre com grandes hinos, como “Somebody”, “Sick Boy” e “Everybody Hates Me”. Agora é vez de “Side Effects” ganhar o destaque que merece com seu groove dançante e poderoso.


Além da voz singular de Emily Warren, a faixa recebe um som bem interessante. A musicalidade de “Side Effects” é provavelmente a mais destoante do conjunto de faixas lançadas nesse ano. Deixando um pouco o EDM de sempre de lado, a banda agora se aproxima um pouco mais do House, com forte influência da sonoridade Funk Wav de Calvin Harris. Isso só prova que o duo realmente pode fazer de tudo um pouco. 

Além disso, o que dizer daquela parte falada, como versos de rap, em que a voz de Drew se funde com a de Emily? Estamos apaixonados. Não há discussões, a música é um verdadeiro hino e conseguimos imaginá-la colocando muita gente pra dançar em pistas de todo o mundo. 

É maravilhoso ver um grupo como os meninos do The Chainsmoker inovando e renovando sua sonoridade a cada instante. Ao nos impactar com sua musicalidade refinada, “Side Effects” é a grande prova disso. Podem ter certeza que a faixa vai estar no replay de muita gente, inclusive no nosso!